Ano 17

1ª Semana de Cinema Negro de Belo Horizonte

Maria José Novais Oliveira em cena de Quintal (2015), de André Novais Oliveira
Começa hoje, 10, e vai até o dia 16 de abril, a 1ª  Semana de Cinema Negro de Belo Horizonte. Na programação, que é toda gratuita e virtual, debates, oficinas e exibição de 50 filmes em curta e longa-metragem.

Esta primeira edição tem como tema  "memórias, registros pessoais e coletivos" e homenageia a saudosa atriz Maria José Novais Oliveira, que ganha uma mostra toda dedicada à ela, com curadoria da pesquisadora Alessandra Brito e de André Novais Oliveira, cineasta, filho de dona Zezé, como era mais conhecida, e um dos fundadores da produtora Filmes de Plástico, de Contagem (MG) - ao lado de Gabriel Martins, Maurílio Martins e Thiago Macedo Correia.

Já a mostra principal celebra a  memória dos 51 anos do  FESPACO - Festival Panafricano de Cinema e Televisão de Ouagadougou (Burkina Faso), maior festival do continente, com curadoria da pesquisadora Janaína Oliveira.

A abertura da 1ª Semana do Cinema Negro de Belo Horizonte será às 19h, com apresentação da curadora e idealizadora da 1ª  Semana de Cinema Negro de Belo Horizonte, Layla Braz, seguida de uma conversa sobre a presença de Dona Zezé no cinema brasileiro, com a participação dos cineastas André Novais Oliveira, Gabriel Martins, Maria Clara Escobar e Grace Passô - também atriz- ,  e do ator Renato Novais - também filho de Dona Zezé. A mediação é de Alessandra Brito.

A Mostra Maria José Novais Oliveira - Nossa atriz apresenta ao público um conjunto de três filmes estrelados por ela: Alzheimer (2009), Quintal (2015) e curta-metragem inédito de André Novais Oliveira, Rua Ataléia (2021).  Na seleção, o público poderá assistir também ao teaser inédito do filme Nossa mãe era atriz - filme ainda em produção.

Programação de abertura no canal da Semana no YouTube - Semana de Cinema Negro de Belo Horizonte. Já os filmes serão poderão ser assistidos na plataforma todesplay, mediante cadastro.


Programação de Filmes

A 1ª Semana do Cinema Negro de Belo Horizonte vai exibir 50 filmes, um recorte importante que vai permitir conhecer ou revisitar inúmeros filmes brasileiros, além de produções de Camarões, Tunísia, Burkina Faso, Nigéria e Estados Unidos.

Mostra "Maria José Novais Oliveira- Nossa Atriz

ALZHEIMER
André Novais Oliveira, Gabriel Martins e Maurílio Martins
Contagem, MG/, 2009 1’
Disponível de  10/04 (sábado) a partir das 14h até 13/04 (terça-feira) até às 14h

QUINTAL
André Novais Oliveira
Contagem, MG/ 2015, 20’
Disponível de 10/04 (sábado) a partir das 14h até 13/04 (terça-feira) até às 14h

RUA ATALÉIA (LANÇAMENTO NACIONAL)
Realizado por André Novais Oliveira
Contagem/ MG, 2021, 12’
Disponível de 10/04 (sábado) a partir das 14h até 11/04 (domingo) até às 14h

NOSSA MÃE ERA ATRIZ (TEASER)
André Novais Oliveira e Renato Novais Oliveira
Disponível de  10/04 (sábado) a partir das 14h até 11/04 (domingo) até às 14h

Para assistir aos filmes é preciso se cadastrar gratuitamente e-mail e senha na plataforma https://todesplay.com.br/ e na aba Mostras/Festivais buscar por Semana de Cinema Negro.


Mostra FESPACO

OUAGA, CAPITALE DU CINEMA
Mohamed Challouf
Tunísia, Burkina Faso, Itália, 2000, 60’
Entrada às 14h do dia 11 de abril (domingo) até às 14h do dia 12 de abril

SISTERS OF THE SCREEN – AFRICAN WOMEN IN CINEMA
Betti Ellerson
Estados Unidos, 2002, 61'
Entrada às 21h do dia 12 de abril (segunda-feira) até às 21h do dia 13 de abril
(terça-feira).

MUNA MOTO
JeanPierre Dikongué Pipa
Camarões, 1975, 85’
Entrada às 17h do dia 15 de abril (quinta-feira) até às 17h do dia 16 de abril
(sexta-feira).

CABASCABO
Oumarou Ganda
Níger, 1969, 45´
Entrada às 13h do dia 15 de abril (quinta-feira) até às 13h do dia 16 de abril
(sexta-feira).

TAHAR CHERIAA, A L'OMBRE DU BAOBAB
Mohamed Challouf
Tunísia, 2015, 71’ 
Entrada às 19h do dia 11 de abril (domingo) até às 19h do dia 12 de abril
(segunda-feira).


Mostra “SURREAL16 - Um Novo Olhar para o Cinema Nigeriano"

VISIONS
Surreal16 Collective
Nigéria, 2017, 19’
A entrada do filme será às 21h do dia 15 de abril (quinta-feira) até às 21h do dia 16 de
abril (sexta-feira).

HELLO, RAIN
C.J Obasi
Nigéria, 2018, 30’
A entrada do filme será às 21h do dia 15 de abril (quinta-feira) até às 21h do dia 16 de
abril (sexta-feira).

BROOD
Michael Omonua
Nigéria/ França, 2017, 5’
A entrada do filme será às 21h do dia 15 de abril (quinta-feira) até às 21h do dia 16 de
abril (sexta-feira).

DIGITAL LOVE
Michael Omonua
Nigéria/ França, 2018, 5’
A entrada do filme será às 21h do dia 15 de abril (quinta-feira) até às 21h do dia 16 de
abril (sexta-feira).

REHEARSAL
Michael Omonua
Nigéria, 2021, 14’
A entrada do filme será às 21h do dia 15 de abril (quinta-feira) até às 21h do dia 16 de
abril (sexta-feira).


Mostra Tributo Cinema, negritude e poesia

Cinema, negritude e poesia: uma homenagem a Sarah Maldoror é um tributo à artista anticolonial, pan-africanista e feminista que faleceu em 13 de abril de 2020 por complicações causadas pela Covid-19. Pensada ao redor da poesia, a mostra é composta por um  conjunto com três filmes com atuação de Aimé Césaire e Léon Damas que contam a história destes dois grandes poetas admirados por ela. 

Annouchka de Andrade, filha de Sarah, participa do festival em mesa de conversa sobre a mãe, a qual descreve como “amante das artes, uma poetisa-mãe e uma cineasta”. 

LÉON G. DAMAS
FRANÇA, 1994, 26’
Disponível  de 13/04 (terça-feira) das 19h até às 19h do dia 14/04 (quarta-feira).

AIMÉ CÉSAIRE, LE MASQUE DE MOTS
AIMÉ CÉSAIRE, MÁSCARA DAS PALAVRAS
MARTINICA, 1987, 46’
Disponível  de 13/04 (terça-feira) das 19h até às 19h do dia 14/04 (quarta-feira).

ET LES CHIENS SE TAISAIENT, D'AIMÉ CÉSAIRE
AND THE DOGS WERE QUIET, BY AIMÉ CÉSAIRE
E OS CACHORROS CALAVAM-SE, DE AIMÉ CÉSAIRE
FRANÇA, 1978, 13’
Disponível  de 13/04 (terça-feira) das 19h até às 19h do dia 14/04 (quarta-feira).


Mostra “Cine- Escrituras Pretas”

Sessão especial

ATÉ O FIM 
Entrada às 14h do dia 11 de abril (domingo) até às 14h do dia 12 de abril
(segunda-feira).

Conjunto “Vivências afro-diaspóricas” 

OBATALA FILM
Entrada das 14h de 10 de abril (sábado) às 21h do dia 16 de abril (sexta-feira).

DE UM LADO DO ATLÂNTICO
Entrada das 14h de 10 de abril (sábado) às 21h do dia 16 de abril (sexta-feira).

IRUN ORÍ
Entrada às 14h do dia 12 de abril (segunda-feira) até às 14h do dia 14 de abril
(quarta-feira).

RAÍZES
Entrada das 14h de 10 de abril (sábado) às 21h do dia 16 de abril (sexta-feira).
Filme com Legenda Descritiva

A MORTE BRANCA DO FEITICEIRO NEGRO 
Entrada das 14h de 10 de abril (sábado) às 21h do dia 16 de abril (sexta-feira).

THINYA 
Entrada das 14h de 10 de abril (sábado) às 21h do dia 16 de abril (sexta-feira).

NOVO MUNDO
Entrada das 14h de 10 de abril (sábado) às 21h do dia 16 de abril (sexta-feira).

EGUM
Entrada das 14h de 10 de abril (sábado) às 21h do dia 16 de abril (sexta-feira).

PATTAKI
Entrada das 14h de 10 de abril (sábado) às 21h do dia 16 de abril (sexta-feira).
 
JAÍZA 
Entrada das 14h de 10 de abril (sábado) às 21h do dia 16 de abril (sexta-feira).

Conjunto “Gritos e fabulações de cura” 

SER FELIZ NO VÃO 
Entrada das 14h de 10 de abril (sábado) às 21h do dia 16 de abril (sexta-feira).

CALMARIA
Entrada das 14h de 10 de abril (sábado) às 21h do dia 16 de abril (sexta-feira).

UMA NOITE SEM LUA 
Entrada das 14h de 10 de abril (sábado) às 21h do dia 16 de abril (sexta-feira).

REBU
Entrada das 14h de 10 de abril (sábado) às 21h do dia 16 de abril (sexta-feira).

MORDE & ASSOPRA
Entrada das 14h de 10 de abril (sábado) às 21h do dia 16 de abril (sexta-feira).

INTERVENÇÃO JAH
Uma performance por Welket Bungue?
A performance by Welket Bungue?
Entrada das 14h de 10 de abril (sábado) às 21h do dia 16 de abril (sexta-feira).

23 MINUTOS 
Entrada das 14h de 10 de abril (sábado) às 21h do dia 16 de abril (sexta-feira).
Filme com Legenda Descritiva.

PIETÀ
Entrada das 14h de 10 de abril (sábado) às 21h do dia 16 de abril (sexta-feira).

VOCÊ TEM OLHOS TRISTES 
Entrada das 14h de 10 de abril (sábado) às 21h do dia 16 de abril (sexta-feira).

FILHA NATURAL
Entrada das 14h de 10 de abril (sábado) às 21h do dia 16 de abril (sexta-feira).

Conjunto “Afetos e partilhas” 

BONDE
Entrada das 14h de 10 de abril (sábado) às 21h do dia 16 de abril (sexta-feira).

PERIFERICU 
Entrada das 14h de 10 de abril (sábado) às 21h do dia 16 de abril (sexta-feira).

5 FITAS
Entrada das 14h de 10 de abril (sábado) às 21h do dia 16 de abril (sexta-feira).

OLHOS DE ERÊ
Entrada das 14h de 10 de abril (sábado) às 21h do dia 16 de abril (sexta-feira).

CANDOMBE DO AÇUDE: O PASSADO CONTADO PELO CANTO. EP. 1: PANDEMIA - ISOLAMENTO OU RESPIRO? 
CANDOMBE DO AÇUDE - o passado contado pelo canto - é uma série de três documentário sobre o quilombo do Açude. 
Entrada das 14h de 10 de abril (sábado) às 21h do dia 16 de abril (sexta-feira).

ENTRE NÓS, UM SEGREDO
Entrada às 14h do dia 14 de abril (quarta-feira) até às 14h do dia 15 de abril
(quinta-feira).

FILHAS DE LAVADEIRAS 
Entrada das 14h de 10 de abril (sábado) às 21h do dia 16 de abril (sexta-feira).

RÃ (Retirado da Internet)
Entrada das 14h de 10 de abril (sábado) às 21h do dia 16 de abril (sexta-feira).

NASCENTE
Entrada das 14h de 10 de abril (sábado) às 21h do dia 16 de abril (sexta-feira).

LOOPING  
Entrada das 14h de 10 de abril (sábado) às 21h do dia 16 de abril (sexta-feira).

MOVIMENTO
Entrada das 14h de 10 de abril (sábado) às 21h do dia 16 de abril (sexta-feira).

À BEIRA DO PLANETA MAINHA SOPROU A GENTE
Entrada das 14h de 10 de abril (sábado) às 21h do dia 16 de abril (sexta-feira).


****************************************

1ª Semana de Cinema Negro de Belo Horizonte
De 10 a 16 de abril de 2021
Mostra gratuita e virtual
Programação completa
semanadecinemanegro.com.br

::Voltar
Sala 
 Betty Faria
Com amor profundo pelo cinema, premiada em vários festivais no Brasil e no exterior