Ano 16

15a Cineop Mostra Histórica Curtas

Cena de Mocidade Independente (1981), de Nelson Motta
Os 70 anos da Televisão Brasileira tiveram destaque na 15a Cineop- Mostra de Cinema de Ouro Preto, que de 3 a 7 de setembro apresentou virtualmente uma programação extensa e gratuita com exibição de filmes, debates, oficinas, atrações artísticas, encontros de arquivo, encontros da educação, e muito mais.

A TVDO foi um dos destaque da Mostra Histórica, com curadoria de Francis Vogner dos Reis, e é formada por um coletivo irreverente e provocativo que, com programas e intervenções, bagunçou a cena e a telinha na década 1980.

A seleção de curtas da Mostra Histórica apresentou  alguns dos trabalhos da TVDO, TV Viva, TV Maxambomba e TV Cubo.

O Mulheres do Cinema Brasileiro conferiu oito títulos da seleção de nove filmes, seis dos coletivos, um piloto para a TV aberta, e também o curta A Luta do Povo, de Renato Tapajós.

Os programas e intervenções dos coletivos, como outros similares da época e até os dias de hoje, cometiam algumas  escolhas duvidosas e que quase colocavam tudo a perder, como a exploração da míséria nas imagens, como, por exemplo, a fala de personagens com direito a closes em bocas desdentadas, recursos machistas e manjados como close nas bundas das moças, e abordagens simplistas sobre a questão do gênero. E o olhar de hoje sobre esse recorte potencializa esse desconforto.

Apesar disso, alguns dos curtas apresentados são hilários, como Amigo Urso, documentário em 10 minutos realizado em 1985, pela TV Viva. O filme coloca nas ruas do Recife o repórter Brivaldo para abordar os cornos da cidade. O repórter interpretado por Cláudio Ferrário é muito bom, tem o tempo da comédia, é esperto na condução das abordagens, e a edição do programa de vale desse ritmo frenético para compor seu olhar irreverente, lamentando-se os clichês assinalados.

Quem me Kiss Teve, experimental de 28 minutos realizado por Tadeu Jungle em 1983, trafega também por essa chave ao registrar o alvoroço dos fãs em show da banda Kiss em sua passagem pelo Brasil. Quando a câmera extrai a graça a partir da performance dos entrevistados o curta se eleva, mas quando força a graça como o exemplo citado, focalizando bocas desdentadas como a do personagem que o repórter pede para cantar um samba, aí degringola para pegar rumo outra vez depois. Dessa forma, o curta alterna ótimos momentos com outros incomodativos, o que, à época, talvez até tenha passado batido esse estado de desconforto.

Mocidade Independente, documentário de 20 minutos, realizado por Nelson Motta em 1981, e que marcou a estreia da TVDO em rede nacional pela Bandeirantes, é o destaque de toda a seleção. O curta apresenta um registro musical altamente sedutor, com imagens delirantes de Itamar Assumpção e a banda Isca de Polícia, Jorge Mautner, Raul Seixas, Julio Barroso e sua Gang 90 e as Absurdetes. Tem ainda um numero musical ao piano de uma lindíssima Angela Ro Ro cantando Renúncia, mas pena que a câmera corta logo e a gente fica do lado de cá com raiva e querendo ver mais.

Os Curtas TV Cubo Programa 1 (1986) e TV Cubo Programa 2 (1986/89) tem, no primeiro, com direção coletiva e duração de 9 minutos, a abertura psicodélica e intervenções idem. Já o segundo, documentário com 13 minutos dirigido por Marcelo Masagão, aborda as manifestações pelas Diretas Já.

Brasilino (1985), 9 minutos, da TV Viva, sobre eleição direta para prefeito no Recife, e Eleições: Lindomar Ribeiro (1990), 9 minutos, da TV Maxambomba, dirigido por
Valter Filé, coloca na rua um candidato que  aborda a multidão oferecendo a compra de votos.

Ainda na seleção de curtas da Mostra Histórica, O Mulheres conferiu também o filme A Luta do Povo, realizado em 1980 pelo veterano Renato Tapajós. O documentário de 30 minutos registra no calor da hora o movimento operariado, que deflagaria em vários movimentos, como a greve dos metalúrgicos em 1980.

Cineasta militante e com grande domínio da narrativa cinematográfica política, Renato Tapajós realizaria, posteriormente, outro clássico: Linha de Montagem, em 1982.


****************

15a Cineop - Mostra de Cinema de Ouro Preto
cineop.com.br - Programação gratuita

::Voltar
Sala 
 Betty Faria
Com amor profundo pelo cinema, premiada em vários festivais no Brasil e no exterior