Ano 16

15a Cineop - Longas

Cena de O filme da minha vida (2019), de Alvarina Souza Silva
A Cineop - Mostra de Cinema de Ouro Preto chega à sua 15a. edição, mas de forma diferente: dessa vez sai de cena a charmosa cidade que é patrimônio mundial da humanidade para o formato virtual, devido à pandemia da Covid-19, e entra o formato virtual.

Realizada pela Universo Produção - Raquel Hallak - Quintino Vargas, Fernanda Hallak -, a Cineop integra o circuito de mostras da produtora: Mostra de Cinema de Tiradentes e Mostra CineBH. A Cineop focaliza o cinema como patrimônio, Tiradentes o cinema contemporâneo, e Belo Horizonte o mercado.

A Cineop acontece de 3 a 7 de setembro, com toda a programação gratuita, que é formada por exibição de filmes, oficinas, debates, atrações musicais, encontros de aquivo, encontros da educação, e muito mais.

14 longas foram selecionados, compondo as mostras Histórica, Preservação, Contemporânea

Na Programação Histórica serão exibidos dois filmes: o clássico Wilsinho Galiléia (1978), de João Batista de Andrade, e Avenida Brasília Formosa (2010), de Gabriel Mascaro.

Na Programação Preservação, será a vez de Fotografação (2019), de Lauro Escorel, e o clássico Pixote, a lei do mais fraco (1981), de Hector Babenco.

A Mostra Contemporânea apresentará sete filmes: O Filme da minha vida (2019), de Alvarina Souza Silva; Cadê Edson? (2019), de Dácia Ibiapina; Banquete Coutinho (2019), de Josafá Veloso; A Jangada de Welles (2019), de Firmino Holanda e Petrus Cariry; Dorivando Saravá, o preto que virou mar (2019), de Henrique Dantas; Helen (2019), de André Meirelles Collazo; e José Aparecido de Oliveira - O maior mineiro do mundo (2019), de Mário Lúcio Brandão e Gustavo Brandão.

Alvarina Souza Silva nasceu em Goiás, em 18 de outubro de 1955, e desde a década de 1980 que atua no cinema, desempenhando várias funções, como cineasta, produtora e roteirista. Com certeza é um dos destaques dessa 15a Cineop.

O filme da minha vida
Alvarina Souza Silva
Documentário | Colorido | Digital | 81 min | RJ | 2019

Quando penso em filme, penso ficção. Em quase todos os meus filmes(ficção) eu quis que parecessem documentários. Com “O filme da minha vida” não foi diferente. Em 1990 fiz “O filme da Minha vida” um filme autobiográfico contando a minha própria estória, uma garota pobre que sonhava fazer cinema e enfrenta muitas dificuldade para realizar seu sonho num momento difícil do cinema brasileiro. Hoje, 2019, o cinema brasileiro volta a viver esse momento difícil.
Contar essa estória misturando documentário e ficção é muito apropriado e único. Usar a ficção que nesse caso é por si só um documento, como material de arquivo numa real reconstituição, só é possível nesse filme.
Classificação: Livre
Roteiro: Alvarina Souza Silva
Empresa produtora: Locomotiva Cinema de Arte Ltda
Co-produção: N/A
Produção executiva: Alvarina Souza Silva

**************

15ª CineOP – Mostra de Cinema de Ouro Preto
3 a 7 de setembro de 2020
Programação completa: cineop.com.br
Lei Federal de Incentivo à Cultura
Patrocínio: Petra, Cemig e Codemge|Governo de Minas Gerais
Parceria Cultural: Sesc em Minas e Universidade Federal de Ouro Preto
Apoio: Café 3 Corações
Idealização e realização: Universo Produção

::Voltar
Sala 
 Betty Faria
Com amor profundo pelo cinema, premiada em vários festivais no Brasil e no exterior