Ano 17

Sandra Graffi

*27 de julho de 1962 - *Guaianases, SP

Sandra Graffi e David Cardoso - foto: acervo pessoal
Sandra Graffi e David Cardoso - foto: acervo pessoal
Sandra Graffi é uma atriz de destaque do cinema popular da década de 1980.

Sandra Graffi é uma das atrizes mais amadas do cinema popular produzido na chamada Boca do Lixo, pólo produtor paulista importante nas décadas de 1960 a 1980. Ela começou sua trajetória como modelo ao vencer um concurso promovido por uma revista e, a partir daí, desenvolve carreira de sucesso na área. Logo chega ao cinema ao ser selecionada pelo produtor, diretor e ator David Cardoso e estreia em As seis mulheres de Adão (1981), dirigida por ele, que ela considera como o seu padrinho cinematográfico. Aliando beleza, talento e forte presença cinematográfica, ela passa a ser muito requisitada e atua em um filme atrás do outro. È  dirigida por grandes cineastas, como  Ody Fraga, Antônio, Meliande, Osvaldo de Oliveira,  Alfredo Sternheim, Carlos Reichenbach e Walter Hugo Khouri.

Sandra Graffi tem ótimos momentos no cinema brasileiro, muitas vezes como protagonista dos filmes. Entre os destaques estão Brisas do amor e Tensão e desejo, dirigidos por Alfredo Sternheim, Curral de mulheres, de Osvaldo Oliveira, Extremos do prazer, de Carlos Reichenbach, e o episódio Aula de sanfona, dirigido por Inácio Araújo, do longa As safadas. Sandra Graffi abandonou o cinema no auge, mas ficou eternizada nos filmes e no imaginário popular.
 
Filmografia

As seis mulheres de Adão, 1981, David Cardoso
O sexo nosso de cada dia, 1981, Ody Fraga
Prazeres permitidos,  1982, Antonio Meliande
Mulher tentação, 1982, Ody Fraga
Anarquia sexual, 1982, Antonio Meliande
Amor estranho amor, 1982, Walter Hugo Khouri
Curral de mulheres, 1982, Osvaldo de Oliveira
Vadias pelo prazer, 1982, Antonio Meliande
Brisas do amor, 1982, Alfredo Sternheim
As safadas, episódio Aula de sanfona, 1982, Inácio Araújo
A primeira noite de uma adolescente, 1982, Antonio Meliande
Tudo na cama, 1983, Antonio Meliande
Tensão e desejo, 1983, Alfredo Sternheim
Põe devagar… Bem devagarinho, 1983, Tony Rabatoni
O escândalo na sociedade, 1983, Arlindo Barreto
Extremos do prazer, 1984, Carlos Reichenbach
S.O.S Sex-Shop - Como salvar meu casamento, 1984, Alberto Salvá

Veja também sobre ela
::Voltar
Sala 
 Isabel Ribeiro
Presença luminosa nas telas, brilhou no cinema, teatro e televisão.