Warning (512): /home/mcb/public_html/site/app/tmp/cache/curto/ is not writable [CORE/cake/libs/cache/file.php, line 267]
Warning (512): /home/mcb/public_html/site/app/tmp/cache/longo/ is not writable [CORE/cake/libs/cache/file.php, line 267]
Warning (512): /home/mcb/public_html/site/app/tmp/cache/ is not writable [CORE/cake/libs/cache/file.php, line 267]
Warning (512): /home/mcb/public_html/site/app/tmp/cache/persistent/ is not writable [CORE/cake/libs/cache/file.php, line 267]
Warning (512): /home/mcb/public_html/site/app/tmp/cache/models/ is not writable [CORE/cake/libs/cache/file.php, line 267]
Mulheres do Cinema Brasileiro - Mulheres
Ano 14

Adelaide Chiozzo

* 08/05/1931 - São Paulo - SP

cena de Carnaval no fogo, 1949, Watson Macedo
cena de Carnaval no fogo, 1949, Watson Macedo

Nos anos 1940 e 50, as chanchadas da Atlântida, e de outros estúdios, caíram no gosto popular com suas deliciosas comédias musicais. Os cinemas ficavam lotados, o público ia conhecer um pouco mais de perto os donos das famosas vozes dos cantores da Era do Rádio e se divertir com o elenco imbatível de comediantes. Um dos nomes eternos das chanchadas é, com certeza, o da acordeonista, cantora e atriz Adelaide Chiozzo.


Adelaide Chiozzo nasceu no Brás e lá viveu até os 15 anos – época em que descobre e aprende sozinha a tocar o acordeom que o pai ganhara -, e se revela em programas de rádio locais. Depois, muda-se para São Paulo, participa do programa Papel carbono, de Renato Murce, e é contratada pela poderosa Rádio Nacional, onde permanece durante 26 anos. Em 1946, estreia no cinema em Segura esta mulher, dirigida pelo mestre Watson Macedo, o maior nome das chanchadas ao lado de Carlos Manga e de quem se tornará musa ao lado de Eliana. A partir daí, Adelaide Chiozzo participa de um filme atrás do outro, e, com seu acordeom, faz uma parceria com Eliana em vários filmes para deleite do público que ama a dupla. A atriz atua em vários clássicos, como Esse mundo é um pandeiro, Carnaval no fogo, O petróleo é nosso e Aviso aos navegantes – nesse último, interpreta um de seus maiores sucessos como cantora: Beijinho doce.


Com o final da produção das chanchadas, Adelaide Chiozzo se dedica integralmente à sua carreira de cantora e compositora, até que em 1979, o novelista Bráulio Pedroso leva o universo das chanchadas para a telinha da Globo com a deliciosa novela Feijão Maravilha, reunindo o cast da Atlântida: Adelaide, Eliana, Anselmo Duarte, Grande Otelo, Ivon Cury, Heloisa Helena, José Lewgoy, entre outros. Ainda na Globo, Adelaide Chiozzo participa de mais duas novelas, Cambalacho e Deus nos Acuda


Filmografia
- Segura esta mulher, 1946, Watson Macedo
- Esse mundo é um pandeiro 1947, Watson Macedo
- E o mundo se diverte, 1948, Watson Macedo
- É com esse que eu vou, 1948, José Carlos Burle
- Carnaval no fogo, 1949, Watson Macedo
- Aviso aos navegantes, 1950, Watson Macedo
- Aí vem o barão, 1951, Watson Macedo
- É fogo na roupa, 1952, Watson Macedo
- Barnabé, tu és meu, 1952, José Carlos Burle
- O Petróleo é nosso, 1954, Watson Macedo
- Malandros em quarta dimensão, 1954, Luiz de Barros
- Sai de baixo, 1956, J.B. Tanko
- Guerra ao samba, 1956, Carlos Manga
- Genival é de morte, 1956, Aloísio T. de Carvalho
- Garotas e samba, 1957, Carlos Manga
- Assim era a atlântida, 1975, Carlos Manga

Share Music - Download Audio - Perfil Adelaide Chiozzo ::Voltar
Sala 
 Isabel Ribeiro
Presença luminosa nas telas, brilhou no cinema, teatro e televisão.