Warning (512): /home/mcb/public_html/site/app/tmp/cache/curto/ is not writable [CORE/cake/libs/cache/file.php, line 267]
Warning (512): /home/mcb/public_html/site/app/tmp/cache/longo/ is not writable [CORE/cake/libs/cache/file.php, line 267]
Warning (512): /home/mcb/public_html/site/app/tmp/cache/ is not writable [CORE/cake/libs/cache/file.php, line 267]
Warning (512): /home/mcb/public_html/site/app/tmp/cache/persistent/ is not writable [CORE/cake/libs/cache/file.php, line 267]
Warning (512): /home/mcb/public_html/site/app/tmp/cache/models/ is not writable [CORE/cake/libs/cache/file.php, line 267]
Mulheres do Cinema Brasileiro - Mulheres
Ano 14

Íris Bruzzi

*16 de fevereiro de 1935 - Rio de Janeiro - RJ

cena de Massagista de madame, 1959, Victor Lima
cena de Massagista de madame, 1959, Victor Lima
As famosas vedetes de Walter Pinto e Carlos Machado incendiavam as plateias nos anos 1950, em que brilhavam no Teatro de Revista nomes como Mara Rúbia, Carmen Verônica, Virginia Lane, entre outras. O cinema importou várias delas, e nessa galeria está a bela Íris Bruzzi.

o Teatro de Revista foi o primeiro porto de Íris Bruzzi, onde iniciou carreira como vedete da companhia de Walter Pinto e Carlos Machado, os maiores nomes do gênero – casa-se com Walter Pinto em 1954. Ainda na década de 50 chega ao cinema e participa de Garota enxuta, de J.B.Tanko, e Massagista de madame, de Victor Lima. Na televisão estreia em novelas em 1964 com É proibido amar e faz grande sucesso em Amas de pedra, em 1966. Na telinha, atua em mais de 20 produções e também em programas humorísticos – fez uma das versões da personagem Ofélia, a saudosa Sônia Mamed e  Cláudia Rodrigues são as outras intérpretes. Íris Bruzzi desenvolve carreira extensa no cinema nacional, passando por diferentes gêneros como as chanchadas de Victor Lima e J. B. Tanko, o cinema urbano de Roberto Santos - é com Santos que tem seu melhor momento no cinema em episódio do longa As cariocas -, e o terror de José Mojica Marins.

Na década de 70 participa de várias pornochanchadas – as comédias eróticas que lotavam os cinemas. Nos anos 80, atua em três filmes expressivos: o premiado Aventuras de um paraíba, de Marco Altberg; o delicado Sonhos de menina moça, de Tereza Trautman; e, sobretudo, no belo filme de Walter Hugo Khouri, Amor estranho amor. Depois de passar um tempo fora do país, retoma a carreira na televisão.


Filmografia

Garota enxuta, 1959, J. B. Tanko
Massagista de madame, 1959, Victor Lima
O viúvo alegre, 1960, Victor Lima
Crime no sacopã, 1963, Roberto Pires
As cariocas, 1966, Roberto Santos
O estranho mundo de zé do caixão, 1968, José Mojica Marins
O homem nú, 1968, Roberto Santos
Golias contra o homem das bolinhas, 1969, Victor Lima
A arte de amar bem, 1970, Fernando de Barros
Som, amor e curtição, 1972, J.B.Tanko
As alegres vigaristas, 1974, Carlos Alberto de Souza Barros
As mulheres que fazem diferente, episódio Flagrante de adultério,1974, Cláudio MacDowell
Um soutien para papai, 1975, Carlos Alberto de Souza Barros
Com um grilo na cama, 1975, Gilvan Pereira
Pintando o sexo, episódio Conhetta, 1977, Egídio Eccio
Pensionato das vigaristas, 1977, Osvaldo de Oliveira
Esse rio muito louco, episódio A louca de ipanema, 1977, Denoy de Oliveira
Assim era a pornochanchada, 1978, Victor di Mello e Cláudio MacDowell
Ariella, 1980, John Herbert
As aventuras de um paraíba, 1982, Marco Altberg
Amor estranho amor, 1982, Walter Hugo Khouri
Sonhos de menina moça, 1987, Teresa Trautman

::Voltar
Sala 
 Isabel Ribeiro
Presença luminosa nas telas, brilhou no cinema, teatro e televisão.